convido a ouvir

sábado, 22 de fevereiro de 2014

poema #1

Estuários

afogam-se as mágoas 
e afagam-se os olhos
quando de água e luz
se inundam os sentidos
e sai música dos sapais

mariam 2014.02.22

10 comentários:

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente a fotografia e o poema....
Cumprimentos

Justine disse...

A serenidade e a paz está presente nas tuas belíssimas palavras e na imagem que as ilustram!
Abracinho

Jéfferson B. Cezimbra disse...

Uma belíssima imagem e um igualmente belo poema.
Boa semana.
Bjos :)

heretico disse...

inundar os sentidos - até os sapais florirem...

beijo

OUTONO disse...

Palavras nascentes de intenso sentir. A foto é a continuidade dos teus belos trabalhos.
Beijo!

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Muito bonito... "quando de água e luz se inundam os sentidos"... assim se "afagam os olhos"...

beijinho amigo

Vieira Calado disse...

Essa mulher canta que me encanta!
beijinho para si!

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Tão simples tão belo...

Gostei mesmo muito...

beijo amigo

Mar Arável disse...

... e assim as palavras

respiram por guelras

Bj

mariam [Maria Martins] disse...

Obrigada, amigos;
Fernando Santos(Chana),Justine,
Jéfferson B. Cezimbra,heretico,
OUTONO,Daniel C.da Silva (Lobinho),
Vieira Calado e Mar Arável.

Votos de Boa Páscoa para todos!
Beijinhos :)
mariam